E VOCÊ, É VOCÊ?

Constância!

Deus é sem dúvida um grande mistério. Entre todas as coisas que ele pode ser, a única certeza que se tem é que ele é. Não importa o que seja. Ele é.

Nessa busca sobre ser, me encontrei quando me perdi. E me perdi em casa, me perdi onde sempre estive. Eu estava esses dias vendo o status do Wpp, passando as fotos, olhando as imagens, lendo as frases soltas, rindo de uns vídeos e fazendo aquela mistura de nada com alguma coisa. Essa mistura que a gente faz quando fica perdida nos feeds sem fim da internet. E, no meio dessa mistura, me deparei com uma frase que me fez respirar mais fundo. Era da esposa de um amigo e dizia, mergulhado em um fundo rosa, “Deus é Deus o tempo todo”.

Resolvi que era preciso mastigar essa mensagem com mais lentidão, para conseguir senti o sabor de cada palavra. Percorrer os gostos escondidos por detrás delas e quem sabe, enfim, descobrir a ponta da linha que enrola o mistério da vida.
Deus era Deus o tempo todo. E eu? Eu era quem sou o tempo todo?

Porque não sei se existem uma ou se existem várias, só sei que existem algumas de mim. Todas elas vivendo bem, crescendo forte e morando há muito tempo no mesmo lugar comum, eu. Algumas, mais velhas, acompanham com conselhos sábios as versões mais novas e imaturas, que esquecem os arranhões antigos e se jogam de cabeça nas mesmas ondas que já nadamos antes. Enquanto que no mesmo passo, as mais novas encorajam as mais velhas a serem ousadas e fortes em escolhas diferentes, em sonhos mais quentes, em vidas menos mornas.

E nas horas da dor, do estresse, da alegria, da raiva, do prazer, do medo? E nessas horas em que parecemos fugir de nós por longos minutos? E quando deixamos que o outro seja enquanto não conseguimos ser? E ele, o outro, sendo, faz de nós uma coisa qualquer. Nessas horas, onde estava que fugi de mim? Será que era eu o tempo todo?

Quando eu fingi não gostar para agradar. Quando eu fingi mentir para amar. Quando eu fingi querer para conquistar... Conquistar qualquer coisa que seja boa, que não necessariamente seja minha, seja feliz. Não necessariamente seja.

Deus é sem dúvida um grande mistério. Entre todas as coisas que ele pode ser, a única certeza que se tem é que ele é. Não importa o que seja. Ele é.

Deixe uma resposta