MANUAL IRÔNICO DE DIREITOS HUMANOS

Tutorial completo de como não fazer!

Ontem, dia 10 de dezembro, celebramos o dia Internacional dos Direitos Humanos. Como andamos em tempos meio obscuros por aqui, é sempre bom deixar claro alguns pontos que, “do dia para noite”, se transformaram em grandes tabus. Por isso, a pedidos dos nossos leitores, vamos refletir sobre o tema. Ou não, depende de como você vai entender esse texto! 

Com a ideia de criar ações práticas, elaboramos um pequeno manual irônico. São 10 ações, são 10 formas, são 10 jeitos. Um tutorial completo de como não entender esse assunto!

Afinal de contas, Direitos Humanos é um assunto chato, coisa de gente à toa. Só mesmo com um passo a passo para aguentar!

Vamos começar? 

#1: Ache que Direitos Humanos é coisa de esquerda

Porque sabe como é né, qualquer coisa que fica defendendo gente é lance de comunista. E para deixar essa ideia bem clara, ignore completamente à parte da declaração que fala sobre propriedade, finja a declaração não surgiu após a barbárie da 2º Guerra Mundial e quando perguntarem o que você acha sobre, diga que ela não serve para nada. Diga que ela só vê um lado da história e no fundo atrapalha quem quer fazer justiça de verdade! Mas diga isso tudo com convicção! 

#2: Diga que esse papo de minoria é mimimi

Mas diga “esse papo”! Não leve a sério a luta por causas que não são suas. Afinal de contas, elas não são suas mesmo! Você não tem nada a ver com isso! Você é só um cidadão de bem, procurando viver sua vida dignamente enquanto esse povo acha que o mundo gira em torno deles e quer facilidades. A escravidão já passou há muito tempo, as mulheres estão ai trabalhando, os gays estão se beijando até nas novelas. O que eles querem é visibilidade… até parece que esse lance de processo histórico é verdade. Não existe nenhuma consequência a logo prazo desses eventos! Acabou, acabou! Coisa chata de querer que você fique pagando dívida histórica. Você por acaso estava lá escravizando alguém?

#3: Diga a frase “bandido bom é bandido morto”

Só que diga com vontade, com a boca cheia de saliva, com o coração pulsando. Se tiver dificuldades, pense nos seus filhos que podem ser assaltados e até morrerem por causa desses delinquentes, que nem sequer tem mãe, tem pai, tem família. Afinal de contas, bandido nasce de chocadeira. Bandido não nasce de políticas públicas escassas, nem sequer começam por falta de acesso e oportunidade. Eles roubam porque querem roubar. As chances estão aí para todo mundo. É só se esforçar! O que você pode fazer se você tem condições de pagar uma boa escola particular e os pais dele não? Ah, tenha paciência!

P.S.: Se você for cristão, diga isso com mais orgulho ainda!

Imagem da página Barbie Fascistinha

#4: Faça um vídeo atirando com arma de brinquedo ou em uma escola de tiro

E faça isso bebendo cerveja barata em um copinho plástico, sem dúvida vai dar mais credibilidade. Ah, faça isso enquanto outras pessoas estão te aplaudindo, que também valoriza o conteúdo. Se tiver criança fazendo sinalzinho de arma com a mão então, é a glória. No meio do vídeo você diz que o cidadão de bem tem que andar armado mesmo e que você não vê a hora de comprar a sua a prestação no carne das casas bahia! Acrescente a ideia de que“direitos humanos” é a maior balela para defender bandido e que policial morre todo dia e ninguém faz nada por eles. E não tem essa de ficar pesquisando sobre o tema para se informar não. Tem que fazer o vídeo só com base no que você viu no facebook. Nada de ver dados sobre o Brasil ter a polícia que mais morre e que mais mata, porque isso é tudo mentira. Nossos policiais são altamente preparados e tem todo o apoio do governo. E, o mais importante, não tem nenhum vestígio de comportamento de polícia repressiva/abusiva da ditadura não. Ditadura nunca nem existiu! 

#5: Acredite que o kit gay existe e odeie ele

Veja vídeos falsos no whatsapp e divulgue eles falando o quanto os comunas querem tornar essa coisa de ser gay obrigatória. Se o vídeo não tiver falas que mostrem o quanto nossas crianças serão influenciadas por essas aberrações, nem compartilhe. Pegue livros que falem sobre orientação na puberdade e diga que são todos parte do tal kit, mesmo que não sejam; é preciso ter material em mãos. Porque convenhamos, você não precisa aceitar que uma pessoa nasça desse jeito. Nenhum homem nasce gostando de outro homem. Isso é culpa da Globo, culpa dos filmes que eles ficam assistindo na internet. Você tem o direito de não gostar. Você tem o direito de ir contra o direito universal dele de liberdade. E se te calarem, fale da ursal também!

#6: Ache que Marielle Franco mereceu morrer mesmo

E mereceu mesmo né gente? Desde quando mulher, pobre, preta e favelada tem o direito de ficar na alerj fazendo parte das decisões que guiam a sociedade? Não tem! Esse povo da favela tem que saber do seu lugar! Essa historinha de morte política é balela. Essa cosia de que várias mulheres morreram ao redor do mundo defendendo causas é conversa. É para convencer você de que eles estão certos. Morrem pessoas todos os dias e ninguém fala nada. E a policial que morreu? Alguém está falando dela? Não está! Você deve ignorar completamente essas cosias. Deve, inclusive, ignorar o fato de que o caso dela repercutiu na ONU.  ONU é coisa de comunista, fique esperto! O caso está sendo apurado, a passos lentos, “sob sigilo”, mas está. É assim que funciona e ponto.

#7: Acredite que feminismo é apenas mostrar os peitos em passeatas

E poste fotos comparando protestos de senhoras de bem, com blusas de manga, enquanto essas feminazes, filhas do capiroto, fazem isso. Se você for homem, não se omita, diga abertamente que você até deixa sua mulher trabalhar, porque você acha que ela precisa ter o dinheirinho dela para comprar maquiagem. E você tá certo! Você é generoso! As pessoas que não te compreendem.Se você for mulher, diga coisas como “é hora da igreja comandar o Brasil”, “a gravidez é um problema que dura só nove meses”, “a mulher nasceu para ser mãe”. As outras mulheres precisam ouvir isso de você, é sua missão amiga! Não se deixe enganar pelas lutas que elas travaram pelo direito ao voto, por poder usar calças e biquíni, por poder trabalhar e ainda ter um banheiro feminino no trabalho delas. O mundo já nasceu assim. Você sempre teve tudo isso! Elas que ficam inventando essa coisa de militância! O novo responsável pelos direitos humanos no Brasil é uma mulher, mas disso elas não falam. Aqui não existe machismo!

Imagem da página Barbie Fascistinha

#8: Defenda a família tradicional brasileira

Defenda a moral e os bons costumes. Defenda a SUA ideia de família. Ninguém tem culpa por você ter um pai que não te abandonou, uma mãe que não precisa trabalhar 12h por dia para te sustentar e dois pares lindos de avós brancos que não sofreram com a seca e a escassez de empregos no nordeste. Ninguém tem culpa! Aliás, você é que sofre vendo casais de aberrações gays querendo adotar crianças… Como se eles soubessem criar crianças, como se essas crianças não fossem virar gays também a partir da convivência com eles. Não ligue para essas coisas tolas que dizem que toda criança tem direito a educação, moradia, lazer. Isso é tudo mentira! E também não fica olhando com bons olhos essa coisa de adoção não. Adoção é um crime, é um absurdo. Você coloca dentro de casa os filhos dos outros; não sabe se é filho de bandido, de viciado. Seja contra essa prática! Aceite apenas famílias formadas por um homem, uma mulher e um casal de filhos. Filhos naturais é claro.

#9: Se inspire em pessoas como Marcos Feliciano

Afinal de contas, todo mundo precisa de um guia sábio, de alguém que olhe a vida com os olhos certos. Porque os olhos dos comunas, ah esses estão todos enfeitiçados pelo PT. Você deve pegar frases dele como “Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé”, “Os artistas são a favor do casamento gay. Os intelectuais também são. Resta aos cristãos, conservadores morais, lutarem” ou ainda “Quem deve mostrar ao mundo o certo e o errado, o pecado e a santidade é a igreja, os cristãos, os líderes de fé e não a política”e colocar nos status dos whatsapp, compartilhar na linha do tempo do facebook, fazer uns vídeos e circular nas histórias do instagram. Nada de ficar lendo biografia de Gandhi, assistindo filme de Mandela, procurando sobre Malala, achando legal o Papa Francisco. Nada de pesquisar pessoas que fizeram grandes feitos não.  

#10: Acredite em tudo que leu nesse texto e não entenda as ironias.

Mas não entenda mesmo. Isso é o mais importante! E se entender, se esforce para desentender! Leia tudo e fiquei muito satisfeito,ache que cada frase dessas foi verdade e que algo nunca descreveu tão bem o que você pensa! Diga que se fosse você tinha escrito igualzinho, sem tirar nem por.Dê um sorriso largo de satisfação e não assista ao vídeo abaixo. Atenção: NÃO ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO! Ele é de uma cantora preta, deixando claro, através da música, todos os direitos humanos postos na declaração. Você não vai querer perder seu tempo com isso! Você não precisa disso! Você acredita que somos todos iguais sem precisar de declaração!

Você é um amorzinho!

O mundo que está sem graça agora, tudo é preconceito!

E lembre-se: NÃO ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO!

3 Replies to “MANUAL IRÔNICO DE DIREITOS HUMANOS”

  1. ENTENDER A IRONIA DE CADA PALAVRA ME FEZ SENTIR UM ALÍVIO POR NÃO SER UMA PESSOA ALIENADA. E UM DESESPERO POR O MUNDO ESTAR CHEIO DE PESSOAS QUE NÃO ENTEDERAM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top
%d blogueiros gostam disto: