DIÁRIO #3: CORPOS HUMANOS ENTERRADOS

Esse diário não tem nada a ver com o Pedrinho Matador, pode ficar tranquilo!

E não, não estamos relacionando nada a qualquer tipo de preconceito sobre corpo. Aqui nesse site não existe lugar para preconceito! Pregamos o amor por nossos corpos como eles são! Só quero falar sobre umas coisas loucas que andei pensando esses dias…

Me acompanhe!

Temos um padrão de corpo humano, mesmo que sejamos diferentes. Alguns mais gordos, outros mais magros, uns mais altos, outros mais baixos. E, ainda assim, temos um padrão de corpo humano. Fique com esse padrão que você pensou em mente!

Agora, imagine a seguinte situação:

Uma grande catástrofe atinge o mundo, morrem milhares de pessoas. Milhares não, morrem todas as pessoas. A raça humana é completamente dizimada e não sobra ninguém, ninguém mesmo, para contar a história.

Na Terra só exite poeira…

Anos depois, muitos anos depois, uma raça alienígena, de um planeta de outra galáxia (sim acredito que exista vida fora da Terra) vem até aqui e começa uma grande pesquisa paleontológica. Nessa pesquisa, eles descobrem um corpo humano completamente diferente desse padrão que imaginamos. Nenhum outro fóssil nosso é encontrado e essa raça alienígena avança seus estudos tendo por base esse corpo, acreditando que toda a raça humana era desse jeito. Para essa civilização alienígena nossa história é contada de um jeito completamente diferente. Tudo que nós fazemos, criamos, pensamos é modificado por causa desse fóssil e a nossa história é contada de maneira errada por todas as galáxias.

Nunca mais seremos os mesmos!

Não é uma loucura isso?

Fiquei pensando se isso já não aconteceu antes… Será que tudo que já descobrimos foi baseado na exceção que achamos que era a regra? Ou na verdade não existe regra? Ou não existe exceção?

Pelo amor de Deus, preciso de um paleontólogo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top
%d blogueiros gostam disto: