DIÁRIO#11: NADA COMO IR À PRAIA A NOITE

De verdade gente, que experiência!

Mas quando digo ir à praia a noite, não estou falando sobre ir a noite jogar bola ou fazer luau, não estou falando sobre só ir à praia. Estou falando sobre ir mesmo, igualzinho a gente faz de dia, de biquíni, de sunguinha, levando a cadeira embaixo do braço (ahhh, falando em cadeira de praia, vou fazer um diário só sobre ela, aguardem).

Mas enfim… é uma sensação tão boa de liberdade!

Já faz anos que eu queria fazer isso. Na verdade todo ano, no verão eu digo para mim mesma que vou fazer isso. E, graças a deus, esse ano eu fiz, me permiti. Quando meu namorado ligou às 20h me chamando para ir à praia, quase chorei de emoção e, quando fui à agua, quase chorei de novo kkk

Confesso que fiquei com medo de mergulhar. O mar fica meio escuro, embora a água fique quentinha. Ele também fica vazio, o que melhora ou dificulta as coisas, depende do ponto de vista. E a areia fica cheia, LOTADA. Nunca vi tanta gente quando passei outros dias por lá, no mesmo horário. O que incomoda um pouco é o friozinho, principalmente saindo da água, mas nada que uma toalha bem seca não resolva!

Acho que já está bom, está virando quase um tutorial kkk

Mas olha, que é uma experiência e tanto é. Acho que você, querido leitor desse site, deveria experimentar. E me chamar claro kkk

One Reply to “DIÁRIO#11: NADA COMO IR À PRAIA A NOITE”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top
%d blogueiros gostam disto: