Sobre

Eu sou uma escritora amadora

Eu conheci a literatura através da minha mãe, quando ela lia para mim todos os dias antes de dormir (bem clichê kkk, porém marcante e motivador). Assim, mesmo antes de aprender a ler e escrever eu comecei a me apaixonar pelos livros e descobri sem querer um mundo inteiro que podia se descortinar em apenas algumas páginas.

Ao longo dos anos fiz da escrita um grande refúgio. Com minha dificuldade particular em falar e expor meus sentimentos, sempre que precisava buscava um papel e fazia dele um grande aliado na busca por mim mesma. Involuntariamente, comecei a escrever outras coisas, arriscar outros mares.  Coloquei na escrita minhas opiniões sobre a vida e sobre o mundo e assim, aos poucos, fui entendendo que escrever era um processo de compreensão do todo. Dessa forma, a escrita tornou-se uma grande amiga e se fez presente todos os dias da minha vida em inúmeros momentos de alegria, de solidão, de amizade, de amor, de família, de encontros...

Hoje, após me formar na faculdade de História, comecei a buscar qual seria minha real vocação. Decidi que 2017 seria o ano da descoberta e foi. Abandonei velhos hábitos e rotinas, me matriculei no curso de teatro,  foquei em autoconhecimento. Ganhei de presente a dramaturgia, me deliciei em aprender esse novo caminho, me aventurando a escrever peças teatrais e, inclusive, viver algumas delas no palco. E que descoberta! Mudou por completo meu mundo! Me fez perceber que nasci para a arte e que quero estar junto a ela por toda a minha passagem nessa existência. Entendi que a escrita, presente ao longo de toda a minha história, era enfim minha vocação tão almejada, meu lugar no universo e resolvi me lançar ainda mais nela.

Nasceu então esse espaço, onde começo a construção desse longo caminho. Obrigada por estar aqui e trilhá-lo comigo. Aproveite o site, me descubra através dele e sinta-se a vontade para construí-lo comigo!

Vídeo

Nessa entrevista com a TV Nzinga falo um pouco do trabalho aqui no site e sobre a escrita ao longo da minha vida. O que traz uma introdução bem legal do meu trabalho!

Seguem o link da segunda parte dessa entrevista e de uma matéria sobre mim no Blog do Teatro Possível, confere só: